Apple estuda investir no mercado de criptomoedas

Depois do Facebook, a Apple pode ser a próxima gigante da tecnologia a investir no mercado de criptomoedas. Quem coloca essa possibilidade no horizonte é Jennifer Bailey, vice-presidente da Apple Pay, sistema de pagamentos móveis da empresa da maçã.

“Estamos observando o mercado de criptomoedas”, revelou a executiva à CNN durante um evento privado da empresa sobre o futuro dos pagamentos digitais, realizado nesta semana em São Francisco, na Califórnia. “Nós achamos que é interessante.”

A Apple tem se mostrado cada vez mais aberta a investir em serviços financeiros. Em março, a companhia declarou guerra ao cartão de crédito ao lançar o Apple Card. Já a modalidade de pagamentos digitais da empresa da maçã já ultrapassou a marca de 1 bilhão de transações realizadas por mês.

Depois da alta quase desenfreada de preços do valor das criptomoedas no fim de 2017, quando cada unidade da Bitcoin chegou a ser comercializada por 20 mil dólares – o que impulsionou também o valor de dezenas de outras moedas virtuais –, as empresas de tecnologia passaram a olhar com mais atenção para este mercado.

Em junho, por exemplo, o Facebook anunciou a sua própria moeda virtual, a Libra. Inicialmente, a moeda seria utilizada para realizar pagamentos virtuais nas plataformas da empresa de Menlo Park, para depois ser utilizada no e-commerce em geral.

Uma iniciativa semelhante da Apple neste sentido não pode ser descartada.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *